.ultimas baldadas

. Cortes na função pública

. Já cheira a Natal!

. Eleições legislativas - R...

. Experiência em BTT II

. Experiência em BTT

. Nós e o mar

. Orgulho em ser Português?...

. Pontes e a economia

. Divida nas finanças?!? Ah...

. E mais 18.000.000 que vão...

.baldes antigos

. Dezembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

.tags

. 2009

. 2010

. acordo ortográfico

. actualidade

. açúcar

. algarve

. alunos

. aniversario

. ano novo

. arcachon

. arquitectos

. arvore

. automoveis

. avatar

. bacalhau

. bancos

. beleza

. bicicleta

. blog

. brisa

. brisingr

. btt

. burgos

. cabos

. calças de ganga

. cão

. caricato

. carinhos

. carnaval

. casa

. cavaco silva

. cerveja

. cheiro

. chuva

. cinema

. combustiveis

. comida

. condução

. cortes salariais

. cozinha

. crise

. crueldade

. cultura

. decisão

. destaque

. dieta

. doutores

. economia

. edp

. educação

. ego

. elixir bucal

. engenharia

. enqudramente

. ensino

. escola

. europa

. europeias

. familia

. feira do livro

. férias

. festas

. filme

. final feliz

. foto

. funcionarios publicos

. furadouro

. gadjet

. galp

. global

. greve

. halloween

. ice age

. impostos

. indignação

. informatica

. inicio

. leituras

. lourdes

. manifestação

. natal

. neve

. noruega

. obras

. omoleta

. orgulho

. país

. patriotismo

. politica

. portugal

. presente

. professores

. re-inicio

. salário

. salario minimo

. sociedade

. sortudo

. telemovel

. varicela

. verão

. todas as tags

Sexta-feira, 7 de Maio de 2010
Peregrinações

Época de peregrinação...

 

À alguns anos que anseio por fazer a minha, quer a Fátima quer a Santiago de Compostela, não por qualquer motivo religioso ou fé, apenas pelo desafio e pela aventura.

 

Sempre me fascinou a capacidade de sacrifício e a fé das pessoas que iam a Fátima a pé, muitas vezes sem preparação ou apoio. Mas iam e chegavam!

É para tentar perceber esse fervor e o que se sente no caminho que gostava de fazer esta peregrinação. Em princípio, realizada com o apoio de uma das muitas confrarias que se dedica a apoiar os peregrinos, aliviando em muito o esforço necessário, já que não terei que carregar uma mochila com roupa, calçado, sacos cama e afins nem tão pouco terei que me preocupar com as refeições ou o local de pernoita.

Estive para a realizar este ano, no entanto, a visita do Sr padre Ratzinger a Portugal deixa antever uma grande multidão para os lados da Cova da Iria e nos caminhos que lá vão dar. Assim optei por adiar essa para uma altura menos concorrida. Para o ano, talvez...

 

A peregrinação a Santiago de Compostela, por sua vez, está para mim envolta em outra mística, desde logo pelo caminho Português datar do século primeiro. Muitas histórias se terão passado neste percurso. Imagino os peregrinos na idade Média a trilhar aquele percurso, fugindo dos salteadores, aquilo é que devia ser uma aventura...

Outra particularidade é que o Caminho passa juntinho a minha casa, não sendo raro ver passar peregrinos, carregados com as suas mochilas, qualquer que seja a estação do ano. Tudo isto apenas serve para aumentar a vontade de me juntar a estas pessoas.

O Caminho de Santiago tem outra vantagem em relação a Fátima. Existem ao longo do percurso, principalmente em Espanha, diversos albergues do peregrino onde é possível pernoitar de forma económica e conviver com outros que também fazem o Caminho. Contudo, o facto de esta peregrinação ser realizada sem apoio, obrigando-nos a carregar as nossas coisas durante os 7/8 dias de caminhada, deixa-me um pouco apreensivo. O esforço é bastante e obriga-nos a ponderar com cuidado as nossas acções. A "Mais que Tudo" ainda sugeriu realizarmos o Caminho de bicicleta, o que em condições normais reduziria a duração do percurso para pouco mais de metade, mas também para isso é preciso preparação. 4 ou 5 dias montados na bicicleta deve ser coisa para deixar pernas e rabo num estado lastimoso.

Tal como a Peregrinação para Fátima, o Caminho esteve planeado realizar-se este ano. Mas é ano Xacobeu e a afluência de peregrinos é muito maior que o habitual, algo perfeitamente perceptível na quantidade de pessoas que se vêm passar. Os albergues devem, por isso, estar cheios tornando este ano numa má altura para percorrer o Caminho. Resta-me continuar a estudar os Caminhos e a minha preparação, mais psicóloga que física, a ver se para o ano é que é...

chapado por O homem das obras às 08:12
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Margot a 7 de Maio de 2010 às 10:08
O que é isso do Xacobeu?
Os meus pais vão a santiago de compostela este fim de semana, numa excursão e acho que não sabem de nada disso. Acho que não lhes apetece muito grandes multidões e confusões... :-(
De O homem das obras a 7 de Maio de 2010 às 17:12
:)

Um ano Xacobeu é quando o dia 25 de julho calha a um domingo... Dizem que as peregrinações em ano xacobeu são especiais, e para ajudar à festa, só daqui a 11 anos é que torna a existir um ano Xacobeu
De Lucy a 7 de Maio de 2010 às 19:06
Hum...isto é mesmo algo convidativo! Pena que não ser agora,ou terias muita coisa a partilhar conosco...
De Anónimo a 11 de Maio de 2010 às 19:58
De vez em quando passo os olhos pelo teu blog e curiosamente a ultima vez q comentei foi depois de terem ido a Lourdes... Coincidentemente , há pouco mais de um mês, fui a Santiago de Compostela de bicicleta com dois amigos apenas pelo passeio em si e pelo desafio e foi muito giro. Começamos em Valênça do Minho, de mochila às costas com uma muda de roupa e percorremos cerca de 80km até Caldas de Reis onde pernoitamos. No segundo dia, os restantes 40km +- até Santiago. Apesar de em certos troços termos optado pelo asfalto para rolar melhor, o caminho é muito bonito e, de frisar, todos os automobilistas são muito respeitadores e cedem sempre passagem aos peregrinos. Aconselho-vos a fezer o passeio mas é melhor calejar o rabinho e treinar algumas subidinhas com alguma antecedência O nosso regresso era para ser feito de comboio mas acabou por ser de camioneta visto a lotação de bikes estar esgotada... 3 em cada comboio num sitio onde vai tanto ciclista...!!! Um abraço e bom passeio!
De Joel a 13 de Junho de 2010 às 13:57
É pena os erros ortográficos porque o texto está interessante.

Comentar post

.O Homem das Obras
.pesquisar
 
.Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.subscrever feeds
.Onde vou chapar massa
Nos intas
Sopros de Mar
O pequeno grande viking
Pensamento Aberto
Sem Fru-Frus nem Gaitinhas
Kulcinskaia
Por cá...
Diário de uma dona de casa à beira de um colapso...
Ver para Crer!
Pronúncia do Norte